fbpx

Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!  (Filipenses 2:3-8)

Parece ser uma configuração padrão para todos nós, como seres humanos, pensar primeiro em nós mesmos. Somos rápidos em pensar em como as coisas nos afetam pessoalmente. Somos rápidos em ficar frustrados quando incomodados ou esquecidos. Penso que para a maioria de nós, inclusive eu, pensar em nós mesmos é tão natural quanto respirar.  

Foi uma experiência surreal ver as notícias na TV, de pessoas acabando com estoques de papel higiênico, remédios e álcool em gel. Ficou claro para mim que o medo havia surgido em uma mentalidade que muitas vezes reside mais sutilmente em todos nós: “como eu me cuido?” 

Trago isso à tona não para envergonhar alguém, mas como um lembrete de que há maior liberdade e alegria em Deus do que em coisas. Jesus vira os nossos sistemas sociais de cabeça para baixo, proclamando em Mateus 10:39: “Quem acha a sua vida a perderá, e quem perde a sua vida por minha causa a encontrará”. Ele nos convida a viver uma vida para além de nós mesmos. 

Vemos o maior exemplo disso em Jesus, que “se esvaziou, assumindo a forma de servo”. O que há de tão poderoso na perspectiva de um servo é que ele deixa de lado as suas próprias agendas, preferências e ansiedades, e, em vez disso, sacrifica, ama e honra os outros por meio de suas palavras e ações. Vemos que Jesus, confiando no amor do Pai, escolheu nos amar, mesmo com grande custo para si. 

Todos nós somos convidados a esta vida de humildade, mas a realidade é que nenhum de nós pode fazer isso com as nossas próprias forças. Vi um post do C.S. Lewis que dizia:

“Se alguém quer adquirir a humildade, creio dizer-lhe qual o primeiro passo: É reconhecer o próprio orgulho.” 

Para andarmos com espírito de humildade durante esses dias estressantes do COVID-19, temos que primeiro reconhecer que precisamos da ajuda de Deus e que ele está ansioso para nos ajudar! 

A verdadeira humildade é encontrada na presença de Deus. 

Ao passar um tempo com ele em oração, deixe que Ele amoleça o seu coração e peça que abra seus olhos para as pessoas as quais você pode servir ao seu redor.

*Klevys Silva é pastor Operacional e de Comunhão na Sibapa, casado com Vanessa Mitt e pai do Samuel e da Anna

Open chat
Fale Conosco.
Powered by